terça-feira, 21 de agosto de 2012

de cabeça para baixo

é sempre assim né, surge quando nada é nada e eu estou cheia de coisas para colocar em dia. Mas o que se fazer com a vontade de deixar os dedos brincarem no teclado, escrevendo alguma coisa sem sentido?


Faz uns bons dias que a vida virou de cabeça para baixo, tá tudo bagunçado, fora do lugar, sem rotina. Daí penso: eu não gosto de rotina, mas porque essa folia toda me irrita tanto? 
E a resposta vem em seguida: culpa da maldita ansiedade. Aquela vontade louca de ver tudo acontecer quando se tem vontade. Esperar não é comigo!
Esses dias alguém veio me dizer que ouviu um outro alguém dizer que depressão é excesso de passado e ansiedade é excesso de futuro. Fato!
Deve ser a 20º mudança de casa da minha vida, não sei ao certo quantas foram, mas é para essa que estou mais ansiosa. 
Essa é a primeira vez que vejo meus pais falarem em ficar em um lugar "para sempre". Como assim? Nós somos nômades, a hora que a comida "acaba" em um lugar vamos para outro.
Fico pensando como será ter os mesmos vizinhos por anos e anos, cumprimentar o mesmo porteiro todos os dias por outros tantos anos. 
Talvez daqui a alguns anos o dia das mães será passado naquela sala, com minha mãe dando colo para um  dos netos e meu pai na sala conversando com o genro, eu e as cunhadas na cozinha preparando o almoço. 
Toda essa nova vida é muito inusitada, o futuro agora tem um cenário. 
Espero que isso seja para melhor, para muito melhor. Sempre foi bom, mas a esperança é que se torne maravilhoso.
Que venha a mudança, a nova vida, as novidades. Que seja sempre doce. 

Um comentário:

  1. É bom. Acalma um pouco e traz um segurança carinhosa. Que seja sempre doce.

    ResponderExcluir

Bom Dia senhores passageiros. Após a viagem deixem suas sugestões, críticas ou comentários se for de seu interesse. Obrigada!